sábado, 21 de agosto de 2010

Mais um benefício da atividade física



Quase não há dúvidas que exercício físico é bom para a saúde. Em um artigo científico, foram observar os efeitos reais que o exercício causa em relação à pressão sanguínea, que sem muitas surpresas, foi positivo.

Cientistas através de tentativas com ratos hipertensos espontâneos descobriram que um exercício leve a moderado diminui a pressão sanguínea mais significativamente em relação a um exercício de grande intensidade. E que, quanto mais prolongado for (até um certo limite), mais benéfico são os efeitos. Ou seja, melhor se exercitar em 45 minutos do que em 20 minutos.
A um primeiro momento, deduziu-se que era por causa da diminuição da resistência dos vasos sanguíneos, apenas. Porém, foram olhar mais de perto e viram que melhoravam o débito cardíaco, diminuindo-o. Mas como?
O débito cardíaco possui fatores extrínsecos e intrínsecos. E na pesquisa, os cientistas observaram primeiro o fator extrínseco, que é basicamente o sistema nervoso autônomo (simpático e parassimpático). A estimulação simpática aumenta o débito cardíaco (aumenta freqüência e a força contrátil) e o parassimpático o diminui. No ratinho hipertenso, o exercício físico diminuiu o tônus simpático sobre o coração e a conseqüente diminuição da pressão. Em comparação com ratinhos normotensos, esse tônus simpático não se alterou, e percebeu-se então que em nesses animais, a atividade física melhorava nos fatores intrínsecos ou de marcapasso. Notou-se também que a diminuição da atividade simpática nos ratos hipertensos só era a volta da normalidade já que se comparou com os ratos normotensos e não houve grandes diferenças entre os dois grupos.
Vale lembrar que tais experimentos foram comprovados em humanos também, e então afirmo mais uma vez que praticar exercícios físicos é ótimo para a saúde. Porém, ainda não há comprovações científicas que exercício de grande intensidade em humanos ajuda a reduzir a pressão arterial sendo assim, o exercício de leve intensidade recomendado para essa ocasião.

Bons Estudos!
Mariana Cyncynates

Fontes:
http://departamentos.cardiol.br/dha/revista/8-1/010.pdf (artigo científico)
http://www.scribd.com/doc/6570393/Definico-e-Regulaco-Do-Debito-Cardiaco

3 comentários:

RODOLFO disse...

olá Maria, a respeito do exercício físico de alta intensidade não ter reconecimento enquanto seus benefícios a hipertensão arterial creio que é um grande equivoco de sua parte. Diversos artigos científicos trazem este benefício. caso queira se orientar um pouco melhor. www.pubmed.com.

ótimo site para o grande público.

RODOLFO disse...

olá Maria, a respeito do exercício físico de alta intensidade não ter reconecimento enquanto seus benefícios a hipertensão arterial creio que é um grande equivoco de sua parte. Diversos artigos científicos trazem este benefício. caso queira se orientar um pouco melhor. www.pubmed.com.

ótimo site para o grande público.

RODOLFO disse...

olá Maria, a respeito do exercício físico de alta intensidade não ter reconecimento enquanto seus benefícios a hipertensão arterial creio que é um grande equivoco de sua parte. Diversos artigos científicos trazem este benefício. caso queira se orientar um pouco melhor. www.pubmed.com.

ótimo site para o grande público.